Início do Conteúdo

Notícias

Extensões que auxiliam na avaliação automática de acessibilidade

Anderson Dall Agnol e Samuel dos Santos
Logo dos navegadores Chrome e Firefox com o dizer Avaliação Automática de Acessibilidade

Como vimos em outras postagens, as extensões são complementos que podem ser instalados para adicionar ou aumentar as funcionalidades já existentes nos navegadores, permitindo ao usuário personalizar o navegador de acordo com suas necessidades e preferências. Algumas dessas ferramentas são desenvolvidas com o propósito de promover maior acessibilidade, facilitando o uso do navegador e melhorando a interação dos usuários com os conteúdos.

Dando continuidade às extensões que promovem acessibilidade, nesse texto iremos apresentar algumas extensões para Chrome e Firefox que podem auxiliar no processo de avaliação automática de acessibilidade de páginas web. Como já apresentamos em outra postagem sobre Avaliação de Acessibilidade em Sites, a avaliação automática de acessibilidade  consiste em um processo no qual são realizadas verificações utilizando ferramentas que validam o código HTML e CSS com base nos Padrões Web do W3C  e, também, ferramentas que realizam a avaliação automática específica de acessibilidade com base em recomendações e diretrizes de acessibilidade, como o WCAG – Web Content Accessibility Guidelines  (em nível internacional) e o eMAG – Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico (em nível nacional).

Assim, vamos apresentar aqui algumas extensões que realizam a avaliação automática específica para a acessibilidade. Essas extensões incluem avaliadores automáticos de acessibilidade e validadores de contraste, que podem auxiliar desenvolvedores, web designers e produtores de conteúdo para a web a verificar pontos importantes para a acessibilidade, como por exemplo, a utilização de cabeçalhos, a ordem de navegação nas páginas, a descrição de links e imagens, o emprego de cores, dentre vários outros pontos relevantes. 

WAVE Accessibility Extension (Chrome e Firefox)

Essa extensão tem versões para os navegadores Chrome e Firefox. Desenvolvida pelo WebAIM, a ferramenta oferece suporte apenas para língua inglesa. Com vários recursos, essa extensão é bastante completa, permitindo a avaliação de conteúdos da web através da busca de problemas de acessibilidade com base na WCAG 2.0.  O resultado da avaliação é exibido por meio de um feedback visual apresentando ícones e indicadores na própria página web. 

Para utilizar esta extensão, basta instalar a ferramenta e clicar no ícone na barra de ferramentas do navegador ou através do atalho Ctrl+Shift+U. 

Barra de ferramentas do navegador com o ícone do WAVE selecionado

Após realizar esse procedimento, a página aparecerá marcada com vários ícones, erros e avisos, como também uma aba será exibida à esquerda do navegador, apresentando um relatório completo da avaliação. 

Página com o resultado da avaliação automática de acessibilidade realizada pelo WAVE.

Nessa mesma aba lateral, ainda existem opções para visualizar a página sem as folhas de estilo e também verificar o contraste utilizado. 

Página do CTA - Centro Tecnológico de Acessibilidade com as folhas de estilo desabilitadas pelo WAVE

Validação de contraste realizada pelo WAVE

WCAG Contrast Checker (Firefox)

ssa extensão desenvolvida para Firefox oferece suporte apenas para língua inglesa e permite verificar a conformidade dos níveis de contraste, luminosidade e brilho dascombinações de cores dos conteúdos em texto, conforme as diretrizes de acessibilidade estabelecidas pela WCAG com base em sua versão 2.0 e 1.0.

Para utilizar esta extensão, basta fazer a instalação, abrir a página web que será avaliada, clicar com o botão direito em qualquer parte da página e escolher a opção “WCAG Contrast Checker”. Você também pode utilizar o atalho “Alt+C” para executar a verificação. 

Botão direito pressionado com a opção WCAG Contrast Checker selecionada

Pronto, será exibido um quadro com as relações de contraste que estão ou não em conformidade com as recomendações de acessibilidade. Nessa mesma janela será possível selecionar se a verificação será realizada conforme a versão WCAG 1.0 ou WCAG 2.0.

Quadro com o resultado da validação de contrastes do WCAG Contrast Checker

eScanner (Chrome)

xtensão bastante simples desenvolvida para o Chrome, o eScanner realiza a avaliação automática de acessibilidade conforme as recomendações do eMAG. Embora o eMAG esteja em sua versão 3.1 e a avaliação ocorra com base na versão 3.0, o resultado pode ser bastante útil na identificação de vários erros de acessibilidade. 

Ao instalar a extensão e clicar em seu ícone, o processo de avaliação ocorrerá através de uma varredura rápida na pagina web que está em exibição no navegador, apresentando erros, recomendações e avisos que devem ser verificados. 

Página recebendo o relatório de erros gerado pelo eScanner

Siteimprove Accessibility Checker (Chrome)

Essa extensão para o Chrome está disponível apenas em inglês e permite avaliar páginas web buscando problemas de acessibilidade que não estão em conformidade com as diretrizes de acessibilidade do WCAG 2.0.

A ferramenta é bastante completa e para utilizá-la basta realizar a instalação e pressionar o ícone da extensão na barra de ferramentas do navegador. Em seguida, surgirá uma aba no lado esquerdo do navegador, listando os problemas de acessibilidade e as ocorrências existentes na página.

Ícone do Siteimprove Accessibility Checker selecionado na barra de ferramentas do navegador e  resultado da avaliação de acessibilidade realizado por ele.

Ao clicar em um dos erros, é possível ver a recomendação completa na qual aquele erro está em inconformidade. Além disso, é possível verificar em qual parte  da página está esse erro, como  também conhecer critérios de sucesso para solucionar o problema. 

Exemplo de recomendação na qual existem erros de acessibilidade e critérios de sucesso para resolver o problema.

Por fim, é importante lembrar que as ferramentas de validação automática apresentadas são muito úteis durante o processo de desenvolvimento de sites, pois ajudam o profissional a encontrar erros, apontando como corrigir os itens listados. Porém, essas ferramentas sozinhas não são capazes de detectar todos os problemas de acessibilidade de um site. Para complementar o processo de avaliação automática, devem ser utilizadas análises manuais, que podem ser realizadas por usuários reais, especialmente aqueles com deficiência, utilizando diferentes tipos de tecnologia e por especialistas na área de acessibilidade na web.

Final do Conteúdo Voltar ao topo
Início do Rodapé Final do Rodapé