Início do Conteúdo

Notícias

  • Conheça boas práticas para a descrição de links

    Anderson Dall Agnol
    Descrevendo links

    È muito importante que todos os elementos disponíveis em uma página possuam descrições adequadas. Por isso, nessa postagem apresentamos dicas para descrever um link adequadamente garantindo um bom nível de acessibilidade a esse elemento. 

  • Extensões que ajudam usuários com baixa visão na web

    Anderson Dallagnol
    Logo dos navegadores Chrome e Firefox com o dizer: Baixa visão

    Dando continuidade às extensões que promovem acessibilidade, nesse texto iremos apresentar algumas extensões para Chrome e Firefox que proporcionam melhorias na apresentação do conteúdo para usuários com baixa visão.

  • Extensões para facilitar a leitura na web

    Bruna Salton
    Logos do firefox e do chrome com a escrita Leitura

    Neste texto, apresentamos algumas extensões para Firefox e Chrome que servem para facilitar a leitura na web, seja através da remoção de distrações, modificação na cor e tipo da fonte, mudança no layout ou apresentação do texto de forma personalizada.

  • Audiogames: jogos acessíveis para pessoas com deficiência visual

    Anderson Dall Agnol
    Rapaz com óculos escuro utilizando celular com fone de ouvido. Na imagem está escrito Audiogames.

    Você já imaginou jogar um jogo de videogame, computador, tablet ou celular sem utilizar a visão? Descubra o que são audiogames e como eles tornam os jogos mais acessíveis para pessoas com deficiência visual.

  • Ferramentas OCR – entenda o que são, como funcionam e qual sua relação com a acessibilidade

    Anderson Dall Agnol
    ícone OCR

    As ferramentas de Reconhecimento Óptico de Caracteres (Optical Character Recognition), popularmente conhecidas pela sigla OCR, permitem converter imagens de texto de documentos digitalizados em texto real, editável. Essa conversão permite que um documento de texto digitalizado seja acessível a um maior número de pessoas, em especial as que utilizam leitor de tela ou que precisam ampliar ou modificar o tipo de fonte ou, ainda, as cores do documento. 

  • Implementando acessibilidade em conteúdos multimídia

    Anderson Dall Agnol e Bruna Salton
    Gráficos de botões multimídia de anterior, play, parar, pause e próximo, respectivamente, dispostos horizontalmente.

    Atualmente é bastante comum que os profissionais que produzem conteúdos para a web disponibilizem arquivos de áudio ou vídeo, já que esse formato permite oferecer conteúdos mais dinâmicos e atraentes ao público. Na grande maioria das vezes, esses conteúdos apresentam barreiras de acessibilidade que dificultam, ou até mesmo impedem o acesso à informação por pessoas com deficiência ou com alguma limitação. Assim, para que esses conteúdos apresentem bons níveis de acessibilidade é indispensável prestar atenção em alguns detalhes.

  • Usabilidade: dicas para tornar seu site mais fácil e intuitivo

    Anderson Dall Agnol
    nuvem de palavras dando ênfase aos termos usabilidade, usuário, design, site, web, facilidade, acessibilidade e informação.

    Usabilidade significa permitir operar qualquer artefato sem que existam dificuldades ou barreiras. Partindo desse pressuposto, a usabilidade pode ser aplicada nas mais variadas áreas, como por exemplo, no desenvolvimento de ambientes digitais e nos conteúdos produzidos para web, atribuindo simplicidade e facilidade de uso a um programa de computador, site, portal, sistema ou conteúdo.

  • Boas práticas para descrição de imagens

    Alissa Turcatti
    Composição com diversos desenhos ilustrativos,incluindo uma pessoa cega e um olho, dispostos em quadrados de diferentes tamanhos.

    A descrição de imagens é uma prática muito importante para a acessibilidade Web, que consiste em fornecer uma explicação textual (texto alternativo) do conteúdo transmitido visualmente por uma imagem. Mas, descrever uma imagem não é uma tarefa tão simples, e alguns cuidados na hora de criar o texto alternativo precisam ser tomados para que a descrição seja realmente efetiva.

  • Descubra como os cegos utilizam smartphones e tablets

    PAV
    Mão segurando um smartphone, com um dedo sobre a tela.

    Dispositivos como smartphones e tablets estão cada vez mais presentes no dia a dia, facilitando a execução de boa parte das tarefas para todos. Mas, muitas vezes, podem surgir algumas dúvidas quando o assunto é a utilização desses aparelhos por pessoas cegas.

  • A importância das cores para a acessibilidade digital

    Alissa Turcatti
    Imagem de uma laranja cortada ao meio, onde cada uma das partes está colorida com dez diferentes cores. Abaixo, há a palavra "Cores" escrita.

    A escolha de combinações adequadas entre cores é um dos pontos mais importantes no que se refere à acessibilidade digital. As relações de contraste são fundamentais para que todas as pessoas consigam compreender o conteúdo transmitido por uma imagem, documento de texto, página Web, entre outros.

  • Governo lança ferramentas para promover acessibilidade digital

    Germano Corrêa
    Logo do programa de Governo Eletrônico, que consiste na palavra gov seguida por um ponto e a terminação br, e a frase Inclusão Digital logo abaixo do mesmo.

    ASES para Web e Cartilha sobre acessibilidade são apresentadas para gestores dos orgãos participantes do Sistema de Administração dos Recursos da Informação nesta terça-feira, dia 17 de Maio.

  • Avaliação de Acessibilidade em Sites

    Anderson Dall'Agnol
    Esquema ilustrando os passos que fazem parte da avaliação de acessibilidade em sites. No centro, há um círculo central com a inscrição "avaliação de acessibilidade em sites",e, ao seu redor, há cinco outros círculos com as inscrições "Checklists", "Validador HTML e CSS", "Avaliação Manual", "Validadores Automáticos" e "Barra de Ferramentas".

    Uma dúvida que pode surgir de quem desenvolve para a Web é saber se o que foi desenvolvido está realmente acessível. Uma forma de descobrir é realizar avaliações de acessibilidade, que são metodologias para buscar inconformidades e barreiras de acessibilidade.  Esse processo permite identificar o que está errado e corrigir os erros, melhorando o acesso de todos, especialmente daqueles com alguma deficiência. 

  • Lançamento da Suite VLibras – tradutor de conteúdos digitais para Libras

    Lael Nervis
    Logo do VLibras, que consiste na silhueta de uma pessoa do sexo masculino de perfil, separado por uma linha na parte inferior do nome da aplicação.

    Nos dias 05 e 06 de maio ocorrerá o lançamento oficial da Suite VLibras, que é um conjunto de ferramentas utilizadas na tradução automática do Português para a Língua Brasileira de Sinais.

  • Tipos de fontes e Acessibilidade Digital

    Bruna Salton
    Imagem com o dizer: Fontes versus Acessibilidade

    Uma questão importante para a acessibilidade é a fonte escolhida para conteúdos digitais. Fatores como tamanho, desenho e tipo de fonte são fundamentais para uma melhor compreensão do texto, principalmente no que se refere a pessoas com deficiência.

  • Desenho Universal: princípios aplicados à web com foco na acessibilidade

    Anderson Dallagnol
    Infográfico com os nomes dos 7 princípios do desenho universal

    Para que conteúdos da web sejam mais acessíveis e apresentem uma melhor interação com os recursos de Tecnologia Assistiva é indispensável levar em consideração o Desenho Universal ou Desenho para Todos. Essa filosofia preconiza que qualquer artefato seja projetado de modo a ser usado por todas as pessoas, sem necessidade de adaptação ou de projeto específico.

  • WordPress adota Padrões de Codificação para Acessibilidade

    Lael Nervis
    Representação do logo do CMS Wordpress, com um sinal de adição e a palavra "Acessibilidade", indicando uma junção dos conceitos.

    A equipe de acessibilidade do WordPress anunciou que foram aprovados os Padrões de Codificação para Acessibilidade do WordPress.

  • Livro "O Uso Pedagógico dos Recursos de Tecnologia Assistiva"

    PAV
    Capa do livro, com o título na parte superior, formas quadriculares apresentadas de forma abstrata na imagem de fundo, e a informação de que o livro foi organizado por Andréa Poletto Sonza, Bruna Poletto Salton e Jair Adriano Strapazzon.

    Pensando nos profissionais dedicados e comprometidos com a Educação Inclusiva, resolvemos publicar, em forma de livro (impresso e digital), os conteúdos que fazem parte do curso de aperfeiçoamento “O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva”.

Final do Conteúdo Voltar ao topo
Início do Rodapé Final do Rodapé